Índia lança missão inédita não-tripulada Chandrayaan-2 até a Lua

A Índia enviou nessa segunda-feira (22) a missão não-tripulada Chandrayaan-2, destinada a pousar na Lua em 6 de setembro deste ano. O foguete GSLV-MkIII, da agência espacial indiana ISRO, decolou à 1h43 hora local (06h13 de Brasília) da plataforma de lançamento de Sriharikota.

A missão começa uma semana depois de a primeira tentativa ter sido cancelada 56 minutos antes da decolagem. Segundo os cientistas, “um obstáculo técnico” impediu o lançamento. Mais tarde, eles anunciaram que um dos tanques do foguete estava perdendo a pressão.

“A questão de baixa pressão foi resolvida”, disse Vivek Singh, porta-voz da Organização de Pesquisa Espacial Indiana nesta segunda-feira. “O clima está perfeito”. O presidente da agência espacial indiana, Kailasavadivoo Sivan, disse ao jornal “The Guardian” que a equipe de pesquisadores trabalhou incansavelmente para consertar a falha.

“É o início de uma jornada histórica da Índia em direção à Lua. Aterrissar em um local perto do polo sul deve ajudar a realizar experimentos científicos para explorar o inexplorado”, disse Sivan.

O primeiro-ministro indiano, Navendra Modi, escreveu em sua conta no Twitter que o lançamento da Chandrayaan-2 mostra a destreza dos cientistas do país. Segundo o post, o país investiu 1,3 bilhão de rupias indianas (cerca de R$ 70,6 milhões).

  • Com agências internacionais

O post Índia lança missão inédita não-tripulada Chandrayaan-2 até a Lua apareceu primeiro em DEFESA TV.


Source: DefesaTV Mundo

Reino Unido quer criar força europeia de proteção no Golfo

O ministro das Relações Exteriores britânico, Jeremy Hunt, disse nesta segunda-feira que o Reino Unido quer criar uma força de segurança marítima para o Golfo com liderança da Europa, mas ressaltou que seu país não busca enfrentar o Irã.

“Vamos procurar criar uma missão de segurança marítima liderada pela Europa para apoiar uma passagem segura para cargueiros e tripulações naquela região vital”, declarou Hunt no Parlamento depois que o Irã confiscou na sexta-feira um petroleiro de bandeira britânica.

“Vamos tentar estabelecer essa missão o mais rápido possível”, disse ele, acrescentando que “não será parte da política de pressão máxima dos Estados Unidos sobre o Irã”. Hunt descreveu o incidente de sexta-feira como um ato de “pirataria estatal”.

De propriedade de um construtor naval sueco, mas com bandeira britânica, o navio-tanque “Stena Impero” foi interceptado na sexta-feira pela Guarda Revolucionária do Irã, que acusou a embarcação de não respeitar o “código marítimo internacional”, o que foi negado pelo Reino Unido.

  • Com informações da agência AFP

O post Reino Unido quer criar força europeia de proteção no Golfo apareceu primeiro em DEFESA TV.


Source: DefesaTV Mundo

Submarino francês “La Minerve” é encontrado meio século após seu desaparecimento

O submarino francês “La Minerve”, que desapareceu em 1968 com 52 tripulantes a bordo, foi encontrado ao largo de Toulon, 50 anos depois do seu naufrágio, anunciou a ministra das Forças Armadas francesa, Florence Parly.

“Acabamos de encontrar o submarino Minerve. É um sucesso, um alívio e um feito técnico. Penso nas famílias que esperavam por este momento há tanto tempo”, escreveu Florence Parly na sua conta da rede social Twitter.

Os destroços do submarino naufragado foram localizados no Mediterrâneo, a 45 Km de Toulon, a 2.370 metros de profundidade, pelo navio americano Seabed Constructor, que chegou no dia 16 de julho para participar nas buscas e forneceu uma confirmação visual da localização do Minerve, revelou um responsável da Marinha nacional à agência de notícias France-Presse.

Em 27 de janeiro de 1968, o submarino La Minerve, realizava exercício corriqueiro a cerca de 30 Km de Toulon, quando o mesmo afundou em apenas quatro minutos. Apesar das operações de socorro imediatamente realizadas, os destroços nunca tinham sido localizados.

Em outubro doa no passado, familiares dos desaparecidos lançaram um apelo para que as buscas fossem retomadas. Desde o anúncio de Florence Parly, no início do ano, da retomada das operações, especialistas propuseram-se a redefinir a área onde era mais provável que os destroços estivessem localizados.

Muitas causas foram mencionadas para explicar o acidente: uma avaria, uma colisão com um barco, a explosão de um míssil, um torpedo ou um acidente do tubo de ventilação. Agora é aguardar o resgate e as futuras conclusões.

  • Com informações do site Observador (Pt)

O post Submarino francês “La Minerve” é encontrado meio século após seu desaparecimento apareceu primeiro em DEFESA TV.


Source: DefesaTV Mundo

Áudios revelam troca de mensagens entre Irã e Reino Unido antes de captura de navio

Um navio de guerra britânico (HMS Montrose – F-236) enviou uma mensagem de rádio a uma patrulha iraniana para alertar as autoridades do país persa contra uma interferência em um petroleiro de bandeira britânica no estreito de Hormuz, segundo revelam áudios divulgados nesse domingo (21).

A autenticidade dos áudios, fornecidos pela empresa de segurança marítima Dryad Global, foi confirmada pelo Ministério da Defesa britânico. Teerã não se pronunciou. Membros da Guarda Revolucionária Iraniana apreenderam o navio Stena Impero, de propriedade de um armador sueco, no estreito na última sexta-feira (19).

Nos áudios, a guarda intima o petroleiro a mudar de rumo. Em seguida, a fragata inicia a troca de mensagens. “Por favor, confirme que você não tem a intenção de violar a lei internacional ao tentar embarcar ilegalmente”, afirma a fragata da Marinha Real britânica ao bote iraniano em áudio “Como você está em trânsito em um estreito reconhecido internacionalmente, sob a lei internacional sua passagem não deve estar prejudicada, impedida, obstruída ou dificultada”, afirma a fragata, desta vez em mensagem aos Stena.

Em resposta, o navio iraniano afirma estar adotando medidas por questões de segurança. “Este é o bote de patrulha Sepah Navy. Não há intenção de desafio. Quero inspecionar o navio por motivo de segurança.” Sepah Navy é uma unidade naval especial da Guarda Revolucionária.

Cerca de um quinto do petróleo consumido em todo o mundo passa pelo estreito de Hormuz, que fica na entrada do golfo entre o Irã e Omã. Neste domingo, o governo iraniano afirmou que a investigação que decidirá o destino do petroleiro britânico dependerá “da cooperação” da tripulação e ignorou os pedidos internacionais para que o navio fosse rapidamente liberado.

Acusado pelo Irã de “não respeitar o código marítimo internacional”, o Stena Impero está ancorado no porto de Bandar Abbas (sul). Seus 23 tripulantes (18 indianos, três russos, um filipino e um letão) “estão com boa saúde”, declarou Allah Morad Afifipoor, diretor geral da Autoridade Portuária e Marítima da província de Hormozgan.

“A investigação (…) depende da cooperação dos membros da tripulação do navio e também do nosso acesso às provas necessárias para examinar o caso”, acrescentou em entrevista à Press TV, o canal de informação em língua inglesa da TV estatal iraniana.

Segundo Afifipoor, o Stena Impero “colidiu com um barco de pesca que entrou em contato com o petroleiro, mas não obteve resposta”. As autoridades iranianas abriram uma investigação sobre as causas do acidente, “conforme a lei”.

O ministro britânico das Relações Exteriores, Jeremy Hunt, anunciou que o Executivo informará o Parlamento nesta segunda-feira (22) sobre “medidas complementares” que pretende adotar após o caso. Por sua vez, o secretário de Defesa, Tobias Ellwood, afirmou que irá “analisar uma série de opções” para responder à detenção do petroleiro.

O encarregado de negócios iraniano em Londres, Hamid Baeidinejad, exortou o governo britânico “a controlar as forças políticas internas que querem uma escalada das tensões entre o Irã e o Reino Unido”. O Irã “está preparado para diferentes cenários”, afirmou.

ENTENDA O HISTÓRICO DE ATAQUES

  • 12.mai – Emirados Árabes Unidos afirmam que que quatro navios foram atacados nas proximidades de Fujairah (um dos sete emirados que formam o país);
  • 13.mai – Arábia Saudita afirma que teve dois navios sabotados no Golfo Pérsico;
  • 13.jun – Dois petroleiros, um norueguês e outro japonês, são atingidos por explosões no Golfo de Omã; EUA afirmam que minas marítimas foram usadas, divulgam suposto vídeo do ataque e responsabilizam o Irã, que nega;
  • 14.jun – Presidente da companhia dona do navio japonês contraria os EUA e afirma que embarcação foi atingida por objetos voadores Grupo rebelde houthi, que é apoiado pelo Irã, realiza uma série de ataques com drones a aeroporto de Abha, na Arábia Saudita (reino é aliado dos Estados Unidos);
  • 15.jun – Irã convoca embaixador do Reino Unido em Teerã após Londres acusar a república islâmica pelos ataques contra petroleiros no golfo de Omã;
  • 17.jun – Exército dos EUA divulga fotos que supostamente mostram membros da Guarda Revolucionária do Irã removendo uma mina de um petroleiro que sofreu ataque;
  • 20.jun – Irã derruba drone americano que estaria violando seu espaço aéreo às margens do golfo de Omã;
  • 23.jun – Trump desiste de ação militar contra o Irã na última hora; EUA realizam ataque ciberataque que desabilitou sistemas no lançamento de mísseis e foguetes;
  • 4.jul – A pedido dos EUA, britânicos apreendem petroleiro iraniano no estreito de Gibraltar; navio estaria violando as sanções da ONU. Irã convoca embaixador britânico em Teerã novamente;
  • 5.jul – Irã ameaça apreender petroleiro britânico em retaliação;
  • 11.jul – Reino Unido afirma que Irã tentou bloquear petroleiro britânico no estreito de Hormuz, mas que sua Marinha interveio e a passagem foi liberada;
  • 18.jul – Irã afirma que apreendeu no estreito de Hormuz, no domingo (14), um petroleiro estrangeiro com com 12 tripulantes a bordo; navio estaria contrabandeando combustível para o Golfo;
  • 18.jul – Trump afirma que EUA derrubaram drone iraniano no estreito de Hormuz por voar perto demais de uma embarcação americana;
  • 19.jul – Britânicos condenam apreensão de dois petroleiros pelo Irã, um de bandeira britânica e outro de bandeira liberiana, mas operado por empresas do Reino Unido; Teerã afirma que apenas o navio britânico foi apreendido.
  • Com agências internacioanais

O post Áudios revelam troca de mensagens entre Irã e Reino Unido antes de captura de navio apareceu primeiro em DEFESA TV.


Source: DefesaTV Mundo

Força Aérea da República da Coreia recebe mais dois F-35 de seus 40 encomendados

No dia 15 de julho, a Força Aérea da República da Coreia (RoKAF) recebeu mais dois F-35. A RoKAF encomendou 40 caças de 5ª geração F-35A, e os dois primeiros caças (números de série 18-005 e 18-006) já tinham chegados à Coréia do Sul em 29 de março.

Agora, os números três e quatro (números 18-007 e 18-008) chegaram à nova Base Aérea de Cheongju (K59) vindos de Luke AFB (Arizona). O caças serão entregues ao 152º Fighter Squadron.

Espera-se que este esquadrão receba mais oito F-35 até o final de 2019. As entregas da ordem total de U$S 6,5 bilhões devem estar concluídas até 2022.

Clique para exibir o slide.

  • Com informações do site Scramble Magazine, Crédito da foto: RoKAF by mil_k_im,
  • Tradução e Adaptação: DefesaTV

O post Força Aérea da República da Coreia recebe mais dois F-35 de seus 40 encomendados apareceu primeiro em DEFESA TV.


Source: DefesaTV Mundo

Irã alega que desmantelou rede de espionagem da CIA e capturou 17 espiões

O Irã anunciou na segunda-feira, através de diversas agências de notìcias àrabes, que desmantelou uma grande rede de espionagem da Agência Central de Inteligência dos EUA (CIA) e prendeu 17 agentes que trabalham em áreas sensíveis do país.

O diretor geral de contra-espionagem do Ministério da Inteligência iraniano informou que a prisão ocorreu em 18 de junho, em uma operação massiva, que resultou na prisão de 17 espiões treinados pela CIA atuando dentro do país e somente agora a operação foi finalizada.

Foi declarado que os acusados de espionagem eram funcionários de instituições sensíveis, econômicas, nucleares, militares e cibernéticas, bem como do setor público que trabalhava para essas agências como contratados. Um funcionário do Ministério iraniano também explicou que alguns dos detidos foram condenados à morte.

A nova informação vem dias depois que o secretário do Conselho Supremo de Segurança Nacional do Irã, Ali Shamjani, anunciou no mês passado que o aparato de inteligência do país havia descoberto e desferido um golpe em uma rede de espionagem cibernética, que operou em vários países, sob a direção da CIA.

Um dia depois das declarações de Shamjani, o Ministério de Inteligência iraniano detalhou como desmantelou, pela primeira vez no mundo, uma rede de espionagem composta de agentes que servem a agência da CIA através da Internet.

Até o momento não existem maiores informações sobre o fato através de agências ocidentais o que leva a crer que pode se tratar de uma manobra de propaganda ou de caça à opositores do regime, que geralmente são acusados de espionagem para o agravamento de penas.

Na mídia iraniana, jà se divulgam alegadas fotos de alguns dos 17 supostos agentes da Agência Central de Inteligência dos EUA (CIA) identificados e presos pelas autoridades da República Islâmica.

Segundo a imprensa iraniana, as prisões do acusado ocorrem desde março passado, mas não foram divulgadas até segunda-feira, junto com fotos dos supostos espiões.

Além disso, nesta segunda-feira um vídeo foi divulgado em que, supostamente, um oficial da CIA aparece recrutando um iraniano nos Emirados Árabes Unidos. Segundo a Reuters, o vídeo mostra uma mulher conversando com esse homem em persa com um sotaque que parece ser americano.

A agência fez referência segunda-feira à revelação de certas imagens, embora não dos supostos espiões, mas de vários agentes da CIA que estariam em contato com eles.

Com informações via Alahednews, Aljazeera via redação Orbis Defense Europa.

O post Irã alega que desmantelou rede de espionagem da CIA e capturou 17 espiões apareceu primeiro em DEFESA TV.


Source: DefesaTV Mundo

Estados Unidos acusam Venezuela de agressão contra avião EP-3E da USAF

Um caça venezuelano SU-30 “Flanker” de fabricação russa, se aproximou “agressivamente” de um avião Lockheed Martin EP-3E Aires, de inteligência da Força Aérea dos Estados Unidos (USAF) sobre o Mar do Caribe, disseram autoridades da Defesa americana, classificando a manobra como “pouco profissional”.

O Comando Sul dos EUA (SOUTHCOM) afirmou que o caça venezuelano, decolou na sexta-feira (19) de uma pista localizada cerca de 320 km a leste de Caracas para seguir o EP-3E americano a uma “distância pouco segura, colocando em perigo a tripulação e a aeronave”.

“O SU-30 se aproximou, de maneira pouco profissional, do avião EP-3E, que voava em uma missão no espaço aéreo internacional. Os Estados Unidos realizam rotineiramente missões de detecção e monitoramento reconhecidas e aprovadas multinacionalmente na região para garantir a segurança e bem-estar dos nossos cidadãos e dos nossos parceiros”, acrescentou.

O SOUTHCOM também ressaltou que a atitude venezuelana demonstrava o “apoio militar irresponsável” da Rússia ao “regime ilegítimo” do presidente Nicolás Maduro. Também apontou “o comportamento imprudente e irresponsável” de Maduro, “que prejudica o direito internacional e os esforços para combater o tráfico ilegal”, acrescentou.

  • Com agências internacionais

O post Estados Unidos acusam Venezuela de agressão contra avião EP-3E da USAF apareceu primeiro em DEFESA TV.


Source: DefesaTV Mundo

Embaixador iraniano alerta governo britânico contra tensões crescentes

O embaixador do Irã no Reino Unido, Mohsen Omidzamani, fez um alerta em relação ao aumento das tensões nesse domingo (21), após uma autoridade do governo britânico ter se recusado a descartar sanções em resposta à apreensão por Teerã de um petroleiro de bandeira britânica.

O Reino Unido chamou na sexta-feira (19) a captura do Stena Impero pelo Irã no Estreito de Hormuz de “ato hostil”. O Reino Unido precisa conter “aquelas forças políticas domésticas que querem aumentar a tensão existente entre o Irã e o Reino Unido para bem além da questão dos navios”, disse o enviado do Irã ao Reino Unido, Hamid Baeidinejad, via Twitter.

“Isso é muito perigoso e imprudente em um momento delicado da região”, afirmou ele acrescentando que o Irã “está firme e pronto para diferentes cenários”.

Ataque

O ministro da Defesa do Reino Unido, Tobias Ellwood, não descartou a possibilidade de atacar Teerã com sanções. “Nossa primeira e mais importante responsabilidade é garantir que tenhamos uma solução para a questão do navio atual, certificando-nos que outros navios de bandeira britânica estejam seguros para operar nessas águas e, em seguida, olhar a figura mais ampla”, disse à Sky News.

Questionado sobre a possibilidade de sanções, ele disse: “Vamos analisar uma série de opções … Estaremos conversando com nossos colegas, nossos aliados internacionais, para ver o que realmente pode ser feito”. A captura do Stena Impero por Teerã ocorreu após a captura em 4 de julho pela Marinha Real britânica do navio Grace 1, transportando petróleo iraniano perto de Gibraltar.

  • Com informações da agência Reuters

O post Embaixador iraniano alerta governo britânico contra tensões crescentes apareceu primeiro em DEFESA TV.


Source: DefesaTV Mundo

Ministro da Defesa Argentino é responsabilizado pela tragédia do ARA San Juan, segundo relatório

Uma comissão especial do parlamento Argentino colocou a responsabilidade do naufrágio do submarino ARA San Juan, ocorrido em 2017, no ministro da Defesa, Oscar Aguad, segundo noticiou a agência local Todo Noticias.

“Desde a perda de contato e comunicações com o navio, ficou evidenciada a falta de liderança em face da crise, a ocultação das circunstâncias da tragédia dos familiares da tripulação e da opinião pública, a demora em contratar uma empresa para buscar o navio, ofensas aos familiares e aos deputados da Comissão parlamentar e graves irregularidades no processo sumário, que revelam a clara responsabilidade política e administrativa de Aguad e dos seus funcionários mais próximos”, afirma o relatório.

Os deputados também avaliam de forma crítica as ações do presidente Argentino, Mauricio Macri, que, de acordo com eles, como comandante-em-chefe das Forças Armadas revelou um baixo nível de envolvimento na tragédia.

Além disso, a decisão de Macri em deixar o ministro da Defesa no cargo apesar da perda do submarino levantou perguntas na comissão. O submarino ARA San Juan perdeu o contato no dia 15 de novembro de 2017 no caminho para a base da Marinha de Mar del Plata.

No momento da última sessão, a tripulação informou sobre uma avaria a bordo da embarcação. O navio levava uma tripulação de 44 pessoas a bordo, inclusive a primeira mulher-submarinista na história da Argentina, Eliana Maria Krawczyk.

Os representantes das Forças Armadas relataram sobre uma explosão, que pode ter estado ligada com o desaparecimento do ARA San Juan. Em novembro de 2018, o submarino foi encontrado, com o casco deformado, no fundo do Atlântico; 500 Km da costa, a uma profundidade superior a 900 metros.

  • Com agências internacionais

O post Ministro da Defesa Argentino é responsabilizado pela tragédia do ARA San Juan, segundo relatório apareceu primeiro em DEFESA TV.


Source: DefesaTV Mundo

Turma de Guardas-Marinha “Almirante Saboia” partem na 33a viagem de instrução

Nossos Guardas-Marinha partiram hoje (21) para a 33ª Viagem de Instrução. A bordo do Navio-Escola “Brasil”, eles percorrerão 14 países ao redor do mundo. A previsão de retorno é em 15 de dezembro.

A viagem complementa, na prática, os conhecimentos adquiridos na Escola Naval e aprimora a formação cultural de nossos futuros Oficiais.

A Turma “Almirante Saboia” é composta por 227 Guardas-Marinha. Ao término da Viagem de Instrução, eles serão nomeados ao posto de Segundo-Tenente e distribuídos por todo o País.

 

Fonte: CCSM Marinha do Brasil.

O post Turma de Guardas-Marinha “Almirante Saboia” partem na 33a viagem de instrução apareceu primeiro em DEFESA TV.


Source: DefesaTV Mundo