Modernizado Sistema Nacional de Emprego

0
80

A Secretaria Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade (Sepec), do Ministério da Economia, acaba de dar mais um passo para tornar mais eficiente o atendimento aos trabalhadores no Sistema Nacional de Emprego (Sine). A nova ferramenta – que já está disponível – foi implementada para aprimorar não só o atendimento no balcão, mas também agilizar o processo de redirecionamento do trabalhador às vagas ofertadas.

Parte do Acordo de Cooperação Técnica entre o ministério e a Microsoft, a ferramenta é direcionada aos atendentes dos postos da rede do Sine, que, por meio do uso de Inteligência Artificial (IA), poderão oferecer um atendimento focado nas dificuldades individuais de empregabilidade daqueles que buscam (re)colocação profissional. Além disso, proverá informações de inteligência de negócio aos gestores regionais e nacionais do sistema.

O secretário especial da Sepec, Carlos Da Costa, explicou que isso será feito a partir do cruzamento de informações do mercado de trabalho da localidade do trabalhador com as informações contidas nas plataformas digitais do Sine. “Será possível recomendar vagas com características semelhantes a outras que geraram interesse no trabalhador no passado, apresentando informações sobre o comportamento do mercado de trabalho em relação a atividades de interesse ou profissões mais demandadas na localidade.”

“A implementação desse projeto de modernização do Sine, totalmente baseado em IA, reforça o nosso compromisso de longo prazo com o país, que já dura 32 anos, e é um exemplo de como a tecnologia, quando usada da forma correta, pode gerar grandes benefícios para a sociedade”, destacou a presidente da Microsoft Brasil, Tânia Cosentino.

A implantação da plataforma inteligente de orientação profissional nas unidades de atendimento do Sine ocorrerá de forma gradual. O lançamento atenderá inicialmente os entes parceiros do sistema nos estados do Paraná, Minas Gerais, Ceará e Bahia, para que sejam aprimorados os processos de orientação profissional. Em seguida, a plataforma será ofertada para os demais estados parceiros e, posteriormente, aos municípios parceiros do Sine.

Com informações do Ministério da Economia

Source: Portal Gov.br