Projeto levará vôlei para praças públicas

0
38

Aproveitar ambientes externos para promover saúde e socialização por meio do esporte, de forma gratuita, é o intuito do Vôlei na Praça, projeto aprovado para receber recursos do Governo Federal, por meio da Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social (Snelis), do Ministério da Cidadania.

“Acreditamos que projetos como o Vôlei na Praça têm potencial de chegar a públicos de diferentes contextos e faixas etárias, o que incentiva a prática esportiva e resulta em qualidade de vida”, comenta a secretária da Snelis, Fabíola Molina

Com vigência de um ano, foi autorizado repasse no valor de R$ 793,6 mil, para promoção da iniciativa em três municípios mineiros: Passos, Ipatinga e Uberlândia. A meta é atingir em torno de 220 crianças e 80 adultos e idosos em cada uma das cidades.

“Em 2019, realizamos esse evento com os clubes, por iniciativa própria, em Belo Horizonte. Dali surgiu o desejo de fazermos algo mais estruturado, então procuramos a Snelis”, conta o presidente da Federação Mineira de Vôlei, Tomás Mendes. “Já estamos com três municípios aprovados em Minas Gerais e já temos o pedido para dar sequência ao projeto em outras cidades”, acrescenta.

Segundo o dirigente, a ideia de levar o vôlei para praças públicas é remeter o esporte a uma atividade mais lúdica. “Vamos montar uma estrutura com quadra principal e outras no entorno, piso e materiais oficiais e, ali, motivar a criançada, o público acima dos 40 anos e também idosos, para que disputem competições festivas. Todo mundo vai ganhar medalha e camisa”, adianta.

A programação prevê o cumprimento dos protocolos do Comitê Olímpico do Brasil (COB) para a segurança dos participantes contra a Covid-19, como medição de temperatura, limpeza dos calçados e uso de máscara até o início da partida.

“Um dos objetivos da Snelis é apoiar a realização de competições escolares e de participação, no exercício de uma cidadania ativa. Acreditamos que projetos como o Vôlei na Praça têm potencial de chegar a públicos de diferentes contextos e faixas etárias, o que incentiva a prática esportiva e resulta em qualidade de vida”, comenta a secretária da Snelis, Fabíola Molina.

 

Com informações do Ministério da Cidadania

Source: Portal Gov.br