Astronautas Christina Koch e Jessica Meir farão a 1a caminhada espacial em dupla feminina

As astronautas Christina Koch e Jessica Meir vão se aventurar fora da Estação Espacial Internacional nessa sexta para substituir um controlador de energia que falhou durante o fim de semana. A caminhada espacial, a primeira a ser realizada por duas mulheres, está prevista para esta  sexta-feira (18/10) e acontecerão somente apòs muitas checagens de segurança.

 A dupla colocará suas roupas espaciais para a missão externa  na sexta-feira às 7:50 da manhã (UCT), quando a caminhada espacial iniciar oficialmente e sair da câmara de busca Quest . A TV  NASA começa sua cobertura ao vivo a partir das 6h30am hora local.

 Uma vez lá, as astronautas levarão cerca de cinco horas e meia para substituir o regulador de energia com falha por um BCDU sobressalente. O BCDU estava em operação desde dezembro de 2000 e deve retornar à Terra no próximo navio de reabastecimento SpaceX Dragon para inspeção. O dispositivo regula a carga para as baterias que coletam e distribuem energia para a estação.

Os gerentes das estações decidiram adiar as caminhadas espaciais previamente planejadas, que foram configuradas para instalar novas baterias nesta semana e na próxima, a fim de substituir a unidade de energia defeituosa, chamada Unidade de Carga / Descarga de Bateria (BCDU). O suprimento de energia geral da estação, alimentado por quatro conjuntos de baterias e painéis solares, permanece suficiente para todas as operações, e a unidade com falha não tem impacto na segurança da equipe ou em experimentos de laboratório em andamento. No entanto, a unidade de energia com falha impede que uma nova bateria de íon de lítio instalada no início deste mês forneça energia adicional à estação.

As unidades de carga / descarga da bateria regulam a quantidade de carga aplicada às baterias que coletam energia dos painéis solares da estação para os sistemas da estação de energia durante períodos em que o complexo orbita durante a noite passando pela Terra. Duas outras unidades de carga / descarga no canal de energia 2B afetado foram ativadas conforme o planejado e estão fornecendo energia para os sistemas da estação.

  • Com informações da NASA via redação Orbis Defense Europe.

O post Astronautas Christina Koch e Jessica Meir farão a 1a caminhada espacial em dupla feminina apareceu primeiro em DEFESA TV.


Source: DefesaTV Mundo

Na França; Bombeiros protestam contra ataques  e são reprimidos com violência pela tropa de choque em Paris

Bombeiros de toda a França se reuniram em Paris nesta terça-feira, 15 de outubro, para protestarem contra a indiferença do governo do presidente Macron e do ministro Edouard Phillipe (Partido LREM- ex-Partido Socialista), frente à problemas que a categoria profissional pede por soluções desde o governo anterior do presidente Hollande (Partido Socialista).

A manifestação começou pouco depois das 14 horas e houveram diversos incidentes violentos contra os Bombeiros, que eclodiram em vários lugares ao longo da rota de sua marcha de protesto.

No protesto dessa terça, milhares de bombeiros efeturaram uma grande manifestação entre a Place de la République e a Place de la Nation em Paris. Eles reivindicam, entre outras coisas, um aumento salarial, mas também exigem principalmente, mais segurança contra os ataques sistemàticos de gangues islâmicas, assaltos e agressões diversas que sofrem regularmente por toda a França.

A tropa de choque da Policia de Paris (Gendarmerie Mobile) usou gás lacrimogêneo e ataques com canhão de água diversas vezes ( por ordem do governo) para tentar dispersar a marcha, principalmente em frente à Assembléia Nacional (Congresso Nacional da França). Por toda a França ocorreram outros protestos nas principais cidades como Lyon, Strasbourgn, Marseille, Tolouse, Dijon, Brest, Caen, entre muitas outras, porém apesar dos atritos com a Gendarmerie Mobile, não foram registrados incidentes graves como em Paris.

O protesto terminou com centenas de Bombeiros feridos, sendo 3 considerados graves e 6 Bombeiros presos sob acusação de promover agressões contra a Gendarmerie Mobile (tropa de choque). A Prefecture de Police de Paris divulgou que oficialmente foram “apenas” 3 feridos entre os policiais e 6 detenções para averiguação por agressões contra policiais.

As cenas impressionantes da repressão ao protesto de Paris nessa terça dia 15:

Os Bombeiros da França protestam por dois motivos:

– Primeiro, são cada vez mais vítimas de agressões de gangues durante suas intervenções, que vão desde apedrejamentos, às vezes ameaças de morte e até mesmo tiros de armas de fogo! Todo mês, ocorrem aproximadamente 120 atos de extrêma violência contra Bombeiros. Desde janeiro desse ano jà ocorreram aproximadamente 1300 incidentes de agressões que resultaram em 320 Bombeiros considerados feridos graves. A categoria é uma das mais afetadas pelos casos de depressão e suicìdios, perdendo apenas para os policiais em geral. Em 90% dos casos os ataques são efetuados por gangues islâmicas inspiradas por extremistas salafistas e outros movimentos.

– Segundo problema: Sucateamento da frota e de equipamentos, e, eles estão com excesso de chamadas para falsas ocorrências (trotes), e frequentemente precisam intervir também quando esse não é o seu papel, devido à recusa da Policia em intervir à ocorrências consideradas menores ou problemas sociais (por ordem do governo).
Em 2018, os Bombeiros da França realizaram 4,5 milhões de intervenções: uma a cada 7 segundos. A sua missão principal é, como em qualquer outro paìs, o combate a incêndios e socorro a pessoas. No entanto, cada vez mais, eles têm que lidar com casos psiquiátricos, desalojar os loucos, intervir com alcoólatras, e, tantas outras intervenções que não são de sua responsabilidade.

Os sindicatos dos bombeiros estão exigindo mais recrutamentos devido à creescente falta de pessoal por evasão da profissão devido aos riscos de ataques pessoais, mas também uma reavaliação de seu “prêmio por intervenção” em 28% do salário mìnimo da França, contra 19% atualmente.
Outra demanda dos Bombeiros é a manutenção de seu plano de pensão, enquanto o governo quer reformar todos os regimes especiais para que um e o mesmo regime seja implementado.

A raiva dos Bombeiros na França não é nova, e jà foi motivo para uma greve organizada em 14 de março de 2017. Nos últimos meses, os problemas não diminuiram e, uma mobilização nacional está em andamento desdejaneiro, e, o sindicato da categoria chegou a pedir uma greve durante os meses de agosto/setembro.

O risco hoje é que mais e mais bombeiros abandonem a profissão. Mais amplamente, há a questão da reorganização da Defesa Civil na França (Sécurité Civile). Especialmente porque 79% dos 247.000 bombeiros são voluntários (16% são profissionais e 5% são militares) que não são pagos com um soldo fixo pelo seu posto/patente, mas simplesmente compensados, e alguns deles têm que procurar outro emprego para poder viver.

  • Com informações via Actu 17, TF1, France 2, France 3, France Info, BFM TV, Reuters e Sindicato dos Bombeiros da França via redação Orbis Defense Europe.

O post Na França; Bombeiros protestam contra ataques  e são reprimidos com violência pela tropa de choque em Paris apareceu primeiro em DEFESA TV.


Source: DefesaTV Mundo

Em imagens; Tropas russas em Manbij e base dos EUA abandonada

Em 15 de outubro, o Ministério da Defesa da Rússia anunciou que o Exército Sírio estabeleceu o controle total da cidade de Manbij e dos assentamentos próximos. As unidades da Polícia Militar Russa também controlam a situação em toda a região.

Comentando a situação na área, o Ministério da Defesa da Rússia declarou que Manbij e seus arredores estão agora no controle total do Exército Sírio. O Ministério da Defesa disse que unidades da Polícia Militar Russa estão patrulhando a linha de contato entre o Exército Sírio e as forças turcas a noroeste de Manbij.

Em 14 de outubro, uma coalizão de grupos militantes apoiados pela Turquia e o Exército Nacional Sírio 5rebeldes anti-Assad), anunciaram um avanço em Manbij. No entanto, não houve confrontos em larga escala com o exército sírio ou notáveis ​​tentativas ofensivas das forças lideradas pela Turquia.

Mapa atualizado da situação no norte da Síria sob controle do Exército Arabe Sírio

Este mapa fornece uma visão geral da situação militar atual na Síria do norte. Espera-se que a situação mude ainda mais com a implementação do acordo entre as Forças Democráticas Sírias lideradas pelos curdos e o governo de Damasco.

  • Com informações SANA Syria, Reuters, AFP e Arab News via redação Orbis Defense Europe.

O post Em imagens; Tropas russas em Manbij e base dos EUA abandonada apareceu primeiro em DEFESA TV.


Source: DefesaTV Mundo

Tribunal de Contas de Portugal dá sinal verde para aquisição das aeronaves KC-390

O governo de Portugal que realizou o maior contrato para compra de material militar, desde a aquisição dos submarinos para a Marinha em 2005, obteve luz verde do Tribunal de Contas para aquisição das aeronaves KC-390, confirmaram fontes da Defesa.

O negócio assinado em agosto, por António Costa com a empresa brasileira Embraer, para o fornecimento de cinco aeronaves mulitmissão KC-390 à Força Aérea de Portugal (contempla ainda além um simulador de voo e 12 anos de manutenção), pode dar prosseguimento no processo de substituição aos velhos C-130 Hércules.

Os KC-390 é uma aeronave de transporte tático e estratégico da empresa brasileira Embraer. Alguns componentes serão produzidos em Portugal, nas instalações da OGMA, em Alverca (aliás, os brasileiros da Embraer entraram no capital da empresa ainda no tempo de Paulo Portas como ministro da Defesa pensou neste negócio) mas também em duas fábricas em Évora, onde decorreu a assinatura do contrato.

Os C-130 Hércules, da norte-americana Lockheed Martin estão em serviço na Força Aérea desde 1977 e já têm restrições em alguns voos para a Europa por terem os avionicos (sistemas de voo) desatualizados.

A primeira aeronave deve chegar a Portugal em 2023, e será o primeiro avião deste fabricante a ser fornecido a um país da OTAN. O negócio, no entanto, chegou a estar ameaçado.

Em janeiro, o então chefe do Estado-Maior da Força Aérea, general Manuel Rolo, disse no Parlamento que a Embraer havia pedido € 120 milhões a mais do que o esperado pelas aeronaves. O preço terá sido revisto através da compra em separado dos motores dos aviões.

“A participação nacional no planejamento e construção do programa do KC-390 revela bem a atual capacidade competitiva da indústria aeronáutica nacional, incluindo aquela que está instalada em Évora, e que garante um retorno econômico, financeiro e de conhecimento” para Portugal, argumentou o ministro no dia da assinatura do contrato.

  • Com informações do jornal Expresso (PT)

O post Tribunal de Contas de Portugal dá sinal verde para aquisição das aeronaves KC-390 apareceu primeiro em DEFESA TV.


Source: DefesaTV Mundo

Grécia pede reforço naval à OTAN após ameaças da Turquia de inundar a Europa com migrantes

O primeiro-ministro grego Kyriakos Mitsotakis instou a OTAN a aumentar as patrulhas navais no Mar Egeu, após ameaças feitas pelo presidente turco Erdogan para inundar a Europa com mais de três milhões de migrantes. Turquia e Grécia são antigos inimigos, mesmo fazendo parte da aliança ocidental NATO/OTAN.

Existem informações de observadores de fronteiras da Grécia e de outros paìses vizinhos que relatam o reposicionamento de grande nùmero de acampamentos de migrantes nas proximidades das fronteiras com a Grécia e a Bulgària. Incursões navais de navios da Marinha de Guerra da Turquia também estão sendo reportadas no entorno da Ilha de Chipre, que sempre foi reclamada pela Turquia. De acordo com especialistas internacionais independentes, é unânime a opinião que o uso de massas de refugiados é um recurso de guerra hìbrida eficiente no atual contexto da situação.

Desde a formação da força tarefa de patrulhamento naval que atualmente patrulha o Mar Egeu, milhares de interceptações navais  foram executadas e em torno de 100 mil migrantes jà foram retornados desde 2016.

O primeiro-ministro grego Kyriakos Mitsotakis. Imagem ilustrativa via Greek Govermment.

“Pedi ao Secretário-Geral e à Aliança e aos Estados membros que reforcem sua presença no Mar Egeu com mais navios”, disse Mitsotakis durante uma entrevista coletiva após falar com o chefe da Otan Jens Stoltenberg em Atenas na quinta-feira, informou o Greek City Times .

“Pedimos que a missão seja expandida para o sul do mar Egeu, para que possamos cobrir todo o escopo das fronteiras marítimas de nosso país”, acrescentou Mitsotakis.

Na semana passada, o presidente turco, Recep Erdogan, ameaçou inundar a Europa com 3,6 milhões de migrantes se o bloco referisse a incursão militar turca na Síria como uma “ocupação”.

“Ei, UE, se recomponha. Eu digo de novo. Se você tentar enquadrar nossa operação como uma invasão, nossa tarefa é simples: abriremos os portões e enviaremos 3,6 milhões de migrantes para você ”, disse Erdogan na semana passada, durante um discurso aos legisladores turcos.

Não é a primeira vez que Erdogan faz essas ameaças .

Muitas autoridades europeias afirmaram que o acordo de migração UE-Turquia de 2016 foi completamente quebrado. Somente este ano, acredita-se que quase 22.000 migrantes tenham desembarcado na Grécia.

Bruxelas condenou veementemente a Turquia depois de iniciar uma ofensiva militar no nordeste da Síria na quarta-feira.

Jean-Claude Juncker disse: “A Turquia deve interromper a operação militar em andamento. Isso não vai funcionar. E se o plano da Turquia é criar uma zona de segurança, não espere financiamento da União Europeia. ”

Desde então, Alemanha, França, Holanda, Noruega e Finlândia suspenderam as vendas de equipamentos militares para Ancara.

Atualmente a OTAN possui seis navios em permanente patrulhamento no Mar Egeu (Aegean Sea) mas essa quantidade é considerada insuficiente.

• HNLMS DE RUYTER (Netherlands);

• HMS MERSEY (UK);

• TCG BEYKOZ (Turkey);

• HS ROUSSEN (Greece);

• HS NIKIFOROS (Greece);

• HS MACHTIS (Greece)

  • Com informações via Greek Ministry of foreigns affairs e Voice of Europe via redação Orbis Defense Europe.

O post Grécia pede reforço naval à OTAN após ameaças da Turquia de inundar a Europa com migrantes apareceu primeiro em DEFESA TV.


Source: DefesaTV Mundo

Coreia do Sul avalia aquisição de mais caças F-35

O governo sul-coreano avalia a compra de mais 20 unidades do caça F-35, conforme nota emitida pela agência responsável da compra de armas. A Coreia do Sul já tem encomendado junto a Lockheed Martin 40 unidades do caça de 5ª geração. O negócio está avaliado em cerca de US $ 6,4 bilhões, e foi firmado em 2014.

Os primeiros caças chegaram à Coréia do Sul nos últimos meses. Sendo que três foram exibidos pela primeira vez na semana passada no Dia das Forças Armadas do país, 1º de outubro.

“O governo está se preparando para lançar a segunda fase do projeto F-X III, em 2021, que será a base para os próximos cinco anos “, disse a Administração do Programa de Aquisição de Defesa, no dia 7 de outubro, durante Assembléia Nacional.

Não foi especificado se nesta compra haverá as versões F-35A ou F-35B do caça. Este último possui capacidade de decolagem e pouso na vertical, o que seria útil para o porta-aviões que a Coréia do Sul pretende implantar no início de 2030, mas é mais caro que o F-35A.

A Força Aérea da Coréia do Sul (ROKAF) já tem oito caças F-35A em operação, e aguarda a chegada de mais cinco até o final de 2019. Pilotos e pessoal de apoio foram treinados pela Força Aérea dos EUA em bases nos Estados Unidos.

Durante o evento de celebração do Dia das Forças Armadas, o presidente sul-coreano Moon Jae-in vistoriou os aviões, bem como mísseis e artilharia em exibição em uma base aérea na parte sudeste do país. Mais tarde, ele assistiu ao voo dos F-35A em formação.

Em um discurso, Moon, disse estar “seguro sobre o poder de nossos militares, armados com novos equipamentos como o F-35A, que apresentamos ao mundo pela primeira vez”.

  • Com informações do site Space Daily
  • Tradução e Adaptação: DefesaTV

O post Coreia do Sul avalia aquisição de mais caças F-35 apareceu primeiro em DEFESA TV.


Source: DefesaTV Mundo

Fortes militares poderão ser visitados na partir da próxima temporada de verão em Guarujá

Três fortes militares em Guarujá, no litoral de São Paulo, serão abertos à visitação na próxima temporada de verão. Os passeios contarão com o acompanhamento de guias turísticos.

O prefeito de Guarujá, Valter Suman, e o secretário de Cultura e interino de Turismo, Marcelo Nicolau, se reuniram com General Alexandre de Almeida Porto, do Exército Brasileiro (EB).

Eles firmaram parceria e planos de ações para exploração turística de três equipamentos históricos: Forte dos Andradas, Fortaleza da Barra Grande e ruínas do Forte São Felipe.

De acordo com a Prefeitura de Guarujá, no Forte dos Andradas, por exemplo, será permitida a visitação nos túneis que abrigavam os soldados, a cozinha, banheiros, enfermaria, sala de comando e onde se guardava toda a munição enviada por trilhos aéreos e elevadores. A visita percorre um túnel de 200 metros e dois de 50 metros que formam a letra T.

O objetivo é começar os passeios na próxima temporada de verão, aos finais de semana, sempre com acompanhamento de guias turísticos que serão capacitados pelas secretarias de Turismo e de Cultura.

Clique para exibir o slide.

  • Com informações do G1 (Santos e Região)

O post Fortes militares poderão ser visitados na partir da próxima temporada de verão em Guarujá apareceu primeiro em DEFESA TV.


Source: DefesaTV Mundo

Donald Trump anuncia sanções severas e ordena saída imediata de tropas dos EUA da Síria

O Presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou neste domingo (13), que seu governo irá aplicar “sanções severas” a Turquia pela ofensiva militar contra as milícias curdas na Síria e ordenou a saída imediata das tropas norte-americanas na região.

Trump já havia avisado que tomaria medidas sérias contra a Turquia se este país ultrapassasse limites razoáveis na ofensiva militar contra as milícias curdas no nordeste da Síria, e este domingo acabou por anunciar “sanções severas” contra o regime do Presidente turco, Recep Erdogan.

Ainda neste domingo o secretário de Defesa norte-americano, Mark Esper, disse que Trump ordenou a saída de todos os cerca de mil soldados que lutavam ao lado das milícias curdas contra o Estado Islâmico (EI), para proteger a sua integridade física, no cenário da ofensiva turca.

Ao mesmo tempo, o Presidente dos EUA disse que estava em conversas com o Congresso para a aplicação de sanções contra a Turquia.

“Estou negociando com o senador Republicano, Lindsey Graham, e outros membros do Congresso, incluindo Democratas, para a imposição de sanções severas à Turquia. O (Departamento do) Tesouro está preparado”, escreveu Donald Trump, na sua conta pessoal da rede social Twitter.

Trump responde assim ao apelo feito por Lindsey Graham que, embora seja um forte apoiador do Presidente, tinha criticado a decisão da retirada de tropas da Síria, abandonando os aliados curdos na Síria à mercê da ofensiva militar turca.

Nos últimos dias os EUA têm feito pedidos ao Presidente turco para que cesse a operação militar e hoje de acordo com o secretário de Defesa, Donald Trump, ordenou a saída imediata e total do contingente militar no norte da Síria.

Indagado sobre se achava que a Turquia, aliada na OTAN, atacaria deliberadamente as tropas norte-americanas na Síria, Mark Esper, disse não saber o que responder.

Esper mencionou um incidente ocorrido na sexta-feira (11) em que um pequeno grupo de tropas dos EUA ficou sob o fogo de artilharia turca, num posto de observação ao norte da Turquia, mas disse que pode ter sido apenas um exemplo de “fogo indiscriminado”, não destinado deliberadamente a atingir militares dos EUA.

Esper falou sobre a situação na Síria com o Presidente Trump, na noite de sábado (12), quando crescem os sinais de uma intensificação da ofensiva turca.

“Nas últimas 24h, descobrimos que eles (os turcos) provavelmente pretendem expandir seu ataque mais a sul e a oeste do que o originalmente planeado”, disse Esper, referindo-se à escalada de dimensão da ofensiva contra as milícias curdas.

De acordo com o secretário de Defesa, os EUA também acreditam que os curdos estão a tentar “fechar um acordo” com o exército sírio e com a Rússia para combater as forças turcas, o que ajudou à decisão de Trump de retirada das forças norte-americanas da região.

No mesmo sentido, Trump usou a sua conta de Twitter para explicar, mais uma vez, por que os EUA não se devem envolver militarmente na região. “Outros podem querer entrar e lutar por um dos lados contra o outro”, escreveu hoje Trump, podendo estar a referir-se à intervenção síria e russa no conflito, como esclareceu Mark Esper.

  • Com informações do site RTP (PT)

O post Donald Trump anuncia sanções severas e ordena saída imediata de tropas dos EUA da Síria apareceu primeiro em DEFESA TV.


Source: DefesaTV Mundo

Primeiros caças F-35 britânicos pousam à bordo do HMS Queen Elizabeth

As imagens divulgadas pelo MOD, mostram os jatos britânicos F-35 Lightning pousando, decolando e pairando a bordo do porta-aviões HMS Queen Elizabeth pela primeira vez, nesse domingo pela manã na costa leste dos EUA.

Pilotados pelos pilotos da Royal Navy e da Royal Air Force, os jatos Lightning estão embarcando para realizar testes operacionais na costa leste dos EUA .

Isso segue o programa de testes bem-sucedidos de desenvolvimento efetuado no ano passado com os jatos Lightning da U.S. Navy , nos quais realizaram 500 decolagens e aterrissagens durante o período de 11 semanas no mar.

Esses ensaios de vôo têm como objetivo testar de ponta a ponta a aeronave e o pessoal para garantir que a aeronave seja compatível com aa embarcação. Os testes envolvem o planejamento da missão, armar a aeronave usando o Sistema de Manuseio de Armas Altamente Automatizado do navio, missões de vôo e debriefing na conclusão.

Foto desse domingo pela manhã, na costa leste dos USA. via Mod Reino Unido & Royal Navy.

O embarque das aeronaves no HMS Queen Elizabeth fazem parte da implantação do ‘WESTLANT 19’ Carrier Strike Group. Uma vez totalmente operacional, o UK Carrier Strike Group será uma força formidável em todo o mundo, usando várias plataformas para trabalhar ao lado de nossos aliados.

Durante esse período, o porta-aviões será escoltado pelo destróier HMS Dragon do Tipo 45 , pelo caçador de submarinos HMS Northumberland, pelo petroleiro RFA Tideforce e Merlins dos esquadrões aéreos navais 814, 820 e 845, pelos Wildcats do esquadrão 815 e pelos Reais Fuzileiros Navais da companhia Lima, 42 .

A reunião do Lightning do Reino Unido no HMS Queen Elizabeth abre o caminho para a força aeronaval mais atualizada e totalmente integrada do mundo.

A aeronave Lightning opera com um design de ponta. É o primeiro jato a combinar a tecnologia furtiva que evita o radar com velocidade supersônica, bem como a capacidade de pousar na vertical. Dada a sua capacidade de realizar missões terrestres e marítimas, os jatos atuam como uma espinha formidável para a capacidade de ‘ataque de porta-aviões’. O Reino Unido possui atualmente 18 aeronaves, com um pedido adicional colocado por 30 jatos.

#td_uid_1_5da39a407deb4 .td-doubleSlider-2 .td-item1 {
background: url(https://www.defesa.tv.br/wp-content/uploads/2019/10/2-80×60.jpg) 0 0 no-repeat;
}
#td_uid_1_5da39a407deb4 .td-doubleSlider-2 .td-item2 {
background: url(https://www.defesa.tv.br/wp-content/uploads/2019/10/3-80×60.jpg) 0 0 no-repeat;
}
#td_uid_1_5da39a407deb4 .td-doubleSlider-2 .td-item3 {
background: url(https://www.defesa.tv.br/wp-content/uploads/2019/10/4-80×60.jpg) 0 0 no-repeat;
}
#td_uid_1_5da39a407deb4 .td-doubleSlider-2 .td-item4 {
background: url(https://www.defesa.tv.br/wp-content/uploads/2019/10/6-1-80×60.jpg) 0 0 no-repeat;
}
#td_uid_1_5da39a407deb4 .td-doubleSlider-2 .td-item5 {
background: url(https://www.defesa.tv.br/wp-content/uploads/2019/10/7-1-80×60.jpg) 0 0 no-repeat;
}
#td_uid_1_5da39a407deb4 .td-doubleSlider-2 .td-item6 {
background: url(https://www.defesa.tv.br/wp-content/uploads/2019/10/8-1-80×60.jpg) 0 0 no-repeat;
}
#td_uid_1_5da39a407deb4 .td-doubleSlider-2 .td-item7 {
background: url(https://www.defesa.tv.br/wp-content/uploads/2019/10/9-1-80×60.jpg) 0 0 no-repeat;
}

Mark Esper diz que EUA ficam na Síria, se retiram para o sul do avanço turco e negociam acordo para que russos protejam os curdos

O secretário de Defesa está cumprindo as ordens do presidente Donald Trump de mover as forças americanas na Síria para o sul, longe dos ataques da Turquia contra os curdos , mas não deixarão esse país em conflito.

“Conversei com o presidente ontem à noite, depois de discussões com o restante da equipe de segurança nacional, e ele ordenou que começássemos uma retirada deliberada de forças do norte da Síria”, disse o secretário de Defesa Mark Esper ao programa Face the Nation da manhã de domingo da CBS.

Esper disse que há um acordo em andamento em que as forças apoiadas pela Síria e pela Rússia forneceriam proteção aos curdos, que estão enfrentando um ataque das forças armadas turcas.

As forças democráticas sírias, lideradas pelos curdos, são consideradas pelos militares dos EUA como a força parceira mais bem treinada naquela região. É uma força que sofreu cerca de 11.000 mortes na luta contra o Estado Islâmico.

Os anúncios de Esper na manhã de domingo acontecem após as forças americanas serem atacadas pelos turcos, em um movimento que foi deliberado para afastá-los da invasão turca em andamento.

O general Mark Milley, presidente do Estado-Maior Conjunto, disse a repórteres no Pentágono na sexta-feira que a Turquia tinha a localização das forças americanas “em detalhes explícitos das coordenadas da grade”.

Com o conhecimento da localização das forças norte-americanas, o ex-comandante do Exército dos EUA na Europa, tenente-general Mark Hertling, twittou que as posições das forças americanas deveriam ter sido conectadas aos computadores de controle dedisparo da artilharia como ” áreas a não atacar” ou NFAs.

Hertling twittou que os “soldados de artilharia turcos” eram incompetentes, ou que esse era um ato intencional para enviar uma mensagem aos EUA e aos SDF / curdos. A Turquia disparou contra um aliado da Otan. “

“As forças turcas dispararam contra um posto militar declarado dos EUA no norte da Síria. A Turquia conhece todas as nossas localizações até a coordenada precisa da grade ”, twittou McGurk na sexta-feira.

  • Com informações CBS news USA e FOX News via redação Orbis Defense Europe.

O post Mark Esper diz que EUA ficam na Síria, se retiram para o sul do avanço turco e negociam acordo para que russos protejam os curdos apareceu primeiro em DEFESA TV.


Source: DefesaTV Mundo