Grécia pede reforço naval à OTAN após ameaças da Turquia de inundar a Europa com migrantes

O primeiro-ministro grego Kyriakos Mitsotakis instou a OTAN a aumentar as patrulhas navais no Mar Egeu, após ameaças feitas pelo presidente turco Erdogan para inundar a Europa com mais de três milhões de migrantes. Turquia e Grécia são antigos inimigos, mesmo fazendo parte da aliança ocidental NATO/OTAN.

Existem informações de observadores de fronteiras da Grécia e de outros paìses vizinhos que relatam o reposicionamento de grande nùmero de acampamentos de migrantes nas proximidades das fronteiras com a Grécia e a Bulgària. Incursões navais de navios da Marinha de Guerra da Turquia também estão sendo reportadas no entorno da Ilha de Chipre, que sempre foi reclamada pela Turquia. De acordo com especialistas internacionais independentes, é unânime a opinião que o uso de massas de refugiados é um recurso de guerra hìbrida eficiente no atual contexto da situação.

Desde a formação da força tarefa de patrulhamento naval que atualmente patrulha o Mar Egeu, milhares de interceptações navais  foram executadas e em torno de 100 mil migrantes jà foram retornados desde 2016.

O primeiro-ministro grego Kyriakos Mitsotakis. Imagem ilustrativa via Greek Govermment.

“Pedi ao Secretário-Geral e à Aliança e aos Estados membros que reforcem sua presença no Mar Egeu com mais navios”, disse Mitsotakis durante uma entrevista coletiva após falar com o chefe da Otan Jens Stoltenberg em Atenas na quinta-feira, informou o Greek City Times .

“Pedimos que a missão seja expandida para o sul do mar Egeu, para que possamos cobrir todo o escopo das fronteiras marítimas de nosso país”, acrescentou Mitsotakis.

Na semana passada, o presidente turco, Recep Erdogan, ameaçou inundar a Europa com 3,6 milhões de migrantes se o bloco referisse a incursão militar turca na Síria como uma “ocupação”.

“Ei, UE, se recomponha. Eu digo de novo. Se você tentar enquadrar nossa operação como uma invasão, nossa tarefa é simples: abriremos os portões e enviaremos 3,6 milhões de migrantes para você ”, disse Erdogan na semana passada, durante um discurso aos legisladores turcos.

Não é a primeira vez que Erdogan faz essas ameaças .

Muitas autoridades europeias afirmaram que o acordo de migração UE-Turquia de 2016 foi completamente quebrado. Somente este ano, acredita-se que quase 22.000 migrantes tenham desembarcado na Grécia.

Bruxelas condenou veementemente a Turquia depois de iniciar uma ofensiva militar no nordeste da Síria na quarta-feira.

Jean-Claude Juncker disse: “A Turquia deve interromper a operação militar em andamento. Isso não vai funcionar. E se o plano da Turquia é criar uma zona de segurança, não espere financiamento da União Europeia. ”

Desde então, Alemanha, França, Holanda, Noruega e Finlândia suspenderam as vendas de equipamentos militares para Ancara.

Atualmente a OTAN possui seis navios em permanente patrulhamento no Mar Egeu (Aegean Sea) mas essa quantidade é considerada insuficiente.

• HNLMS DE RUYTER (Netherlands);

• HMS MERSEY (UK);

• TCG BEYKOZ (Turkey);

• HS ROUSSEN (Greece);

• HS NIKIFOROS (Greece);

• HS MACHTIS (Greece)

  • Com informações via Greek Ministry of foreigns affairs e Voice of Europe via redação Orbis Defense Europe.

O post Grécia pede reforço naval à OTAN após ameaças da Turquia de inundar a Europa com migrantes apareceu primeiro em DEFESA TV.


Source: DefesaTV Mundo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *