Pesquisadores encontram satélite secreto por meio de tuíte de Trump

A dúvida que ocorreu no final de agosto, quando o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, postou uma imagem obtida por um satélite americano em sua conta do Twitter chegou ao fim. Após algumas investigações, os astrônomos descobriram que a fonte é um satélite de reconhecimento óptico e ultrasecreto chamado EUA 224.

A mensagem de Trump dizia: “Os Estados Unidos da América não se envolveram no acidente catastrófico durante os preparativos finais para o lançamento do Safir SLV no local de lançamento de Semnan, no Irã. Meus melhores votos e boa sorte para determinar o que aconteceu na área”.

O que aconteceu foi que vários especialistas em inteligência notaram imediatamente a alta resolução da fotografia e a qualificaram como “provavelmente classificada”, pelo menos até o presidente a desclassificar. Muitos especialistas disseram às agências de notícias que estavam preocupados com o fato de a foto revelar informações desconhecidas sobre drones dos EUA ou vigilância por satélite.

Foi o astrônomo Marco Langbroek quem retirou mais informações do tuíte do que o esperado. Por meio de engenharia reversa da imagem, ele concluiu que ela provavelmente veio do satélite USA 224, altamente secreto, que se acredita ser um satélite de vigilância do tipo KH-11, um equipamento sobre o qual o público em geral conhece muito pouco. De acordo com Langbroek “é basicamente um telescópio muito grande, não muito diferente do Telescópio Espacial Hubble. Mas, em vez de olhar para as estrelas, olha para a superfície da Terra e cria imagens muito detalhadas”.

Mesmo os satélites classificados são fáceis de detectar, disse Michael Thompson, estudante da Purdue University, que monitora satélites em seu tempo livre. Thompson disse à MPR News que uma vez que um satélite é descoberto, calcular onde estará em sua órbita a qualquer momento requer apenas algumas contas simples.

Essa revelação surpreendeu a todos, pois muitos especialistas acreditavam que as imagens nítidas na foto da base de lançamento deviam ter vindo de um drone. “Imagino que os adversários vão dar uma olhada nessa imagem e fazer engenharia reversa para descobrir como o próprio sensor funciona e que tipo de técnicas de pós-produção eles estão usando”, disse Melissa Hanham, especialista em imagens de satélite e vice-diretora da Rede Nuclear Aberta em Viena.

Via: Olhar DigitalGizmodo

O post Pesquisadores encontram satélite secreto por meio de tuíte de Trump apareceu primeiro em DEFESA TV.


Source: DefesaTV Mundo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *